Proclamação da República

nota republica

 Edição de 20 de novembro de 1889 destacava a Proclamação da República:

[…] Todos sabem, portanto, que acaba de operar-se uma mudança radical no systema de governo do Brazil: o advento, inesperado, da Republica. As circunstâncias que precederam a esse notável acontecimento, ou por outra, a causa que o apressou é por enquanto desconhecida entre nós. […] É verdade que o Brazil é o paiz das transformações bruscas; mas isso não obsta a que seja considerada excepcional a que acaba de dar-se. O que se pode colligir desses acontecimentos é que o partido republicano dispõe de cabeças pensantes capazes de dirigir os destinos do paiz com felicidade. O golpe certeiro que em sua apparente apathia planejou habilmente, e que acaba de descarregar sobre o velho regimen, sem causar outro abalo que não fosse o que moralmente produzem os factos inesperados, promete-nos uma phase aospiciosa para o Brazil o modo pacífico por que tem percorrido o caminho da civilização na conquista das liberdades. A sua independência política, a abolição da escravidão e agora o advento da Republica, quem em outros paizes têm sido realisados à custa de muito sangue derramado, passaram entre nós o mais suavemente que se poderia esperar. […] Para a maior parte dos brazileiros é questão secundária a forma de governo que nos deva reger. Temiam a Republica porque davam a este vocábulo a accepção de – revolução. Veio calma, todos aceitaram-na. […]”

*A ortografia original  foi mantida na transcrição.

advento

boletim_republica